Bênçãos à distância

BÊNÇÃOS À DISTÂNCIA

Qual o valor das bênçãos dadas pelos padres artistas que trabalham no rádio ou na televisão sobre a água que fica em cima do rádio? Aquela bênção realmente funciona? A Igreja autoriza isso ou devemos receber isto com um certo cuidado?

Pe. Zezinho, SCJ

Em primeiro lugar, deve ficar bem claro que devoção é uma coisa e Sacramento é outra. Os fiéis têm o direito de praticar devoções e viver alguns sinais que favoreçam a prática da fé, mas nenhuma das devoções é obrigatória; já os Sacramentos para a Igreja têm maior peso e este é objeto de estudo, de regulamentos e de normas muito claras porque é uma vivência aprovada universalmente, de unidade da fé católica.

Isto posto, a sua pergunta deve ser respondida da seguinte maneira: se formos lógicos ao aprovarmos e acreditarmos que uma bênção dada pelo rádio realmente abençoou aquela água teremos que permitir também uma missa pelo rádio e amanhã, nada obsta[1] que os fiéis que receberam uma benção do padre XYZ para o seu copo d’água no rádio, nada impede que eles coloquem um cálice com vinho e as hóstias para que também o padre as consagre através do rádio; se vale abençoar a água porque não valeria consagrar o vinho e o pão?

Como você vê, não é muito fácil esse assunto de fé virtual. Se o padre tem o poder de abençoar aquela água à distância também vai poder celebrar missa à distância. Acontece que a Igreja proíbe a celebração de missa à distância e não considera válido que os fiéis recebam do cálice o vinho ou pão consagrados através da televisão à distância. Então, também não deve permitir benzeduras com aquela água que foi abençoada através da televisão à distância. É questão de lógica.

Respondendo a você, eu não faço isso porque tenho sérias dúvidas sobre a validade desse tipo de bênção. Jesus pode abençoar à distância, como no caso do servo, mas Jesus era Filho de Deus e eu não sou, por mais que seja mensageiro ou porta voz dele; a Igreja não vê com naturalidade esse tipo de prática. Deixa muitas dúvidas no ar…

Na dúvida, prefiro não brincar com um sacramental tão sério que é a água benta. Não, eu jamais abençoaria a água pelo rádio; acho que a Igreja não aprova.

Pós escrito: existe uma bênção e comunhão espiritual que é muito diferente disto que esses companheiros estão ensinando a você… Duvido que aquela água realmente foi abençoada…

 

[1] Obsta: atrapalha

Desenvolvido por Origy Networks – Criação de sites e propaganda