A Eucaristia e os Jovens

A EUCARISTIA E OS JOVENS

Dom Antônio de Sousa. Bispo emérito, Diocese de Assis, São Paulo, 16/5/2008

Foi um contato muito alegre e caloroso que tive com os jovens do Colégio Santa Maria da Ressurreição (Assis/SP), na quarta feira passada, dia 14. Constatei mais uma vez que os jovens continuam sendo uma fonte de energia e um grande potencial para a renovação de nossa sociedade.

Abordei os alunos do colegial através duma pesquisa, cujo tema era a festa de CORPUS CHRISTI, que celebraremos na próxima quinta-feira, dia 22.

A primeira pergunta: “VOCÊ JÁ FEZ A PRIMEIRA COMUNHÃO? CONTINUA COMUNGANDO COM FREQUÊNCIA OU DEIXOU DE COMUNGAR? teve uma resposta acentuadamente positiva. Quarenta e dois fizeram a primeira comunhão. Vinte e nove continuam comungando regularmente. Outros vinte e um alunos não abandonaram a prática da comunhão eucarística, mas passaram a comungar “só quando a consciência está limpa”, “quando há uma grande festa”, “com pouca freqüência”, “de vez em quando”. Apenas oito responderam que não fizeram a primeira comunhão.

A segunda pergunta: “VOCÊ ACREDITA QUE CRISTO ESTÁ PRESENTE NA EUCARISTIA? POR QUÊ? TEM FIRMEZA?” Teve quarenta e cinco respostas positivas. Os cinco que responderam negativamente apresentaram suas dificuldades: “momento de vacilação na fé”, “não sabe explicar porque não acredita”. Os alunos que deram respostas positivas tentaram justificar a sua afirmação com argumentos frágeis emocionais: “a Eucaristia é abençoada”, “Deus está em todo lugar”, “acredito em símbolos”, “sinto que Cristo me ajuda na caminhada”, “a Eucaristia é abençoada”. Somente três alunos deram resposta exata, afirmando que o fundamento da nossa fé na Eucaristia é a Bíblia à luz do magistério da Igreja.

À pergunta TEM FIRMEZA? Trinta e três alunos responderam positivamente.

À terceira pergunta: ‘O QUE SE EXIGE PARA SE FAZER UMA BOA E FRUTUOSA COMUNHÃO?” Houve respostas mais variadas, mas bastante corretas. Trinta alunos apontaram a FÉ como principal exigência. Cinco responderam de modo vago. “ESTAR PREPARADO”, “TIRAR BOM PROVEITO”, “SABER O QUE ESTÁ FAZENDO”, “CONCENTRAÇÃO E RESPEITO”, “AMOR”, “ENTREGA”, “VONTADE”. Algumas exigências em relação ao próximo: “NÃO TER ÓDIO NO CORAÇÃO”, “RESPEITO AOS IRMÃOS”. Somente um aluno apontou o sacramento da confissão como necessário para receber a Comunhão; mas quase todos deram a entender que se exige uma consciência limpa ou purificada.

Houve um forte acento na necessidade da paz consigo mesmo e com os irmãos. Insistência também no requisito da consciência clara daquilo que se está fazendo e consciência limpa ou purificada.

A quarta pergunta foi bastante prática: “A EUCARISTIA PODE AJUDAR UM JOVEM A SER FELIZ E SENTIR-SE REALIZADO NO MATRIMÔNIO OU NA VIDA CONSAGRADA”?

Uma excelente resposta: “A Eucaristia sustenta o amor, seja no matrimônio, seja nas outras vocações”. Vinte e cinco alunos responderam simplesmente: “AJUDA A SER FELIZ”. “AJUDA A SE PREPARAR PARA O MATRIMÔNIO” foi a resposta de trinta e cinco alunos. Um aluno respondeu: “AJUDA MAIS OU MENOS, É O PONTA PÉ INCIAL”. Uma resposta muito interessante: “SIM A COMUNHÃO ACOMPANHADA PELO SACRAMENTO DA CRISMA”. De fato, o sacramento da crisma, precedida por uma séria e adequada preparação, abre uma nova etapa na vida do jovem, fazendo-o passar duma prática religiosa infantil para uma vida de fé adulta e responsável. Uma crisma bem preparada e assumida é um caminho que se abre para um matrimônio feliz.

Queridos jovens vamos participar da solene celebração de CORPUS CHRISTI! Chamem seus pais, colegas e amigos! A participação de vocês começa com os enfeites das ruas. Que beleza e encanto nos anos precedentes. Desta vez poderá ser melhor ainda. Então vai reacender a nossa fé e se alegrar o nosso coração, quando ouvirmos: “Este é o pão que desceu do céu. Quem dele come viverá para sempre!” (Jo 6, 58).

 

Desenvolvido por Origy Networks – Criação de sites e propaganda