Os cinco defeitos de Jesus

OS CINCO DEFEITOS DE JESUS

Quem descreve estes defeitos de Jesus? Um prisioneiro Vietanamita. Sua breve história: François X. Nguyen Van Thuan nasceu aos 17 de abril de 1928. Descendente de uma família que conta numerosos mártires da fé. Sua mãe, todas as noites, ensinava-lhe histórias bíblicas e narrava-lhe testemunhos de mártires, especialmente , de seus antepassados. Van Thuan torna-se sacerdote em 1953. Formado em Direito Canônico, retorna ao Vietnã. Nomeado professor e reitor do seminário. Em 1967, é ordenado Bispo, e já em 1975 é nomeado arcebispo coadjutor de Saigon. Ardoroso animador dos leigos e jovens. Prepara-os para participarem dos conselhos pastorais. O estimado Pastor desaparece… Era o dia 15 de agosto de 1975. Prisioneiro por 13 anos, dos quais 9 em total isolamento. Em 1994 revê os céus da liberdade, deixa o Vietnã. Chegando a Roma, o Papa João Paulo II o nomeia para presidir o Pontifício Conselho Justiça a Paz, da Santa Sé.

– Nos longos anos de prisão, desnecessário dizê-lo, o sofrimento foi intenso. Sua inquebrantável fé e esperança em Jesus Cristo despertam curiosidade e incompreensão nos companheiros de prisão. Não entendem as “razões de minha esperança”. Amigavelmente e com boas intenções perguntam: “- Porque você abandonou tudo – família, poder, riquezas, para seguir Jesus? Deve haver um motivo muito especial?”. Os carcereiros também perguntam: “Existe Deus? Jesus? É uma superstição? É uma invenção da classe opressora?

– Van Thuan sob o impacto dessa nova situação se lembra da pergunta de Jesus aos discípulos:”E vós, quem dizeis que sou”? (Mt 16, 15). Os colegas prisioneiros, não católicos vão entender a resposta?… Era preciso explicações compreensíveis. Na melhor, as palavras simples do evangelho apropriadas à situação existencial. Van Thuan responde aos colegas de prisão: “Abandonei tudo pra seguir, porque amo os defeitos de Jesus”…

PRIMEIRO DEFEITO: JESUS NÃO TEM MEMÓRIA

No calvário, no auge da indescritível agonia, Jesus ouve a voz do ladrão da sua direita: “Jesus, lembra-te de mim quando estiveres em teu reino” (Lc 23, 43). Se fosse eu teria respondido: “Não vou esquecê-lo, mas os crimes seus devem ser pagos por longos anos no purgatório”. No entanto, Jesus respondeu-lhe: … “hoje estarás comigo no Paraíso” (Lc 23, 43). Jesus esqueceu todos os crimes desse homem.

Semelhante atitude Jesus teve com a pecadora que banhou os seus pés com perfume…Não faz nenhuma pergunta sobre seu escandaloso passado. Simplesmente diz: “seus inúmeros pecados estão perdoados, porque muito amor demonstrou” (Lc 7, 47).

Na parábola do filho pródigo Jesus ensina que este, no caminho da volta, preparou-se interiormente, para dizer: “Pai pequei contra o Céu e contra ti; já não sou digno de ser chamado de teu filho. Trata-me como um dos teus empregados” (Lc 15, 18-19). Mas o pai avistando-o. E, não lhe dando tempo para a sua fala, dirige-se aos empregados desconcertados: “Ide depressa, trazei a melhor túnica e revesti-o com ela, coloque um anel no dedo e sandálias nos pés. Trazei o novilho cevado, matai-o; comamos e festejemos, pois, este meu filho estava morto e tornou a viver” (Lc 15, 22-24).

A memória de Jesus não é igual à minha; ele não só perdoa, e perdoa a todos, mas esquece até mesmo que perdoou”…

SEGUNDO DEFEITO: JESUS NÃO “SABE” MATEMÁTICA

Se Jesus tivesse se submetido a um exame de matemática, por certo teria sido reprovado. Demonstra a parábola da ovelha perdida “Um pastor tinha 100 ovelhas. Uma se extravia. Ele, imediatamente, deixa as 99 no redil e vai em busca da desgarrada.. Reencontra-a, coloca-a no ombro e volta feliz (cfr. Lc 15, 4-7).

Para Jesus, uma pessoa tem o mesmo valor de noventa e nove e, talvez, até mais. Quem aceita tal procedimento? Sua misericórdia se estende de geração em geração.

Quando se trata de salvar uma ovelha, risco nenhum o desencorajou. contemplamos seus gestos cheios de compaixão ao sentar-se junto ao poço de Jacó a dialogar com a Samaritana, ou então quando se autoconvida para visitar a casa de Zaqueu. Simplicidade que ignora cálculos e não cabe em nenhum cálculo…

TERCEIRO DEFEITO: JESUS DESCONHECE A LÓGICA

Uma mulher possuía 10 dracmas. Perdeu uma. Acende a lâmpada; varre a casa… procura até encontrá-la. Quando a encontra convida suas amigas para partilhar sua alegria pelo reencontro da dracma… (Lc 15, 8-10)… de fato , não tem lógica fazer festa por uma dracma gostar mais do que as 10 dracmas juntas… O coração tem motivações que a razão desconhece… Jesus deu uma pista… O coração tem motivações que a razão desconhece… Jesus deu uma pista: “Eu vos digo que haverá mais alegria diante dos anjos de Deus por um só pecador que se converte…” (Lc 15, 10).

QUARTO DEFEITO: JESUS É AVENTUREIRO

Executivos, pessoas encarregadas do “Marketing das empresas”, levam em suas pastas projetos, planos cuidadosamente elaborados. Os candidatos a cargos eletivos nunca esquecem suas “listas de promessas”. Em todas as instituições, organizações, civis, religiosas não faltam programas prioritários; objetivos, estratégias…

Nada semelhante acontece com Jesus. Humanamente analisando seu projeto está destinado ao fracasso.

Aos Apóstolos, que deixaram tudo para segui-lo, ele não garante sustento material, casa para morar, somente partilhar do seu estilo de vida.

A um desejoso de unir-se aos seus, desponte: ” As raposas tem tocas e as aves do céu, ninhos, mas o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça” (Mt 8, 20).

A página do Evangelho que elenco as bem-aventuranças, é um verdadeiro auto-retrato de Jesus aventureiro do amor ao Pai e aos irmãos, é um paradoxo do início ao fim, embora estejamos acostumados a proclamá-la:

Bem-aventurados os pobres de espírito(…) terão o Reino de Deus…

Felizes os que choram porque serão consolados..

Felizes os mansos…receberão a terra em herança…

Felizes os que tem fome e sede de justiça… serão saciados…

Felizes os misericordiosos… alcançaram misericórdia…

Felizes os puros(…)verão a Deus.

Felizes os que promovem a paz(…) serão filhos de Deus.

Felizes sereis vós quando vos injuriarem, perseguirem e, mentindo, disserem todo mal contra vós por causa de mim. Alegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus (…) (Mt 5, 3-12).

Os 12 confiaram neste aventureiro. Milhões e milhões de outros igualmente. Já vão lá mais de 2 mil anos e a incalculável multidão de seguidores continua a peregrinar. Galerias enormes de santos e santas, bem-aventurados, heróis e heroínas da aventura. No Universo inteiro esta abençoada Romaria continua, neste mundo tão dilacerado e adverso a cessas coisas, a marcar presença… Vai que este aventureiro tem razão…? Neste caso a mais fantástica viagem na “contramão” da história será a verdadeira…! A quem iremos”?…

QUINTO DEFEITO: JESUS NÃO ENTENDE DE FINANÇAS NEM ECONOMIA

Se Jesus fosse o administrador da empresa, da comunidade, a falência seria uma questão de dias. Como entender um administrador que paga o mesmo salário a quem inicia o trabalho cedo e a outro que só trabalha uma hora. Um descuido? Jesus errou a conta? Pelo dito nada disso houve. Jesus mesmo explica: ” Não tenho o direito de fazer o que eu quero com o que é meu? Ou o teu olho é mau porque eu sou bom”? (Mt 20, 1-15).

Por que Jesus tem esses defeitos? Porque é o Deus da Misericórdia e Amor Encarnado. Deus Amor (cfr. 1Jo 4, 16) Portanto, não Amor racional, calculista, que condiciona, recorda ofensas recebidas Mas sim Amor: doação, serviço, misericórdia, perdão, compreensão acolhida… em que medida? Infinita.

Os defeitos de Jesus são os caminhos da felicidade. Por isso damos graças a Deus. Para Alegria e esperança da humanidade esses defeitos são incorrigíveis.

“Se tiveres fé, verias a potência do meu Coração”. Jesus à Santa Margarida Maria Alacoque”.

 Fonte: Livro: Testemunhas da Esperança”. Cidade Nova

Desenvolvido por Origy Networks – Criação de sites e propaganda