Celebração Penitencial

CELEBRAÇÃO PENITENCIAL

 

Crucifico em lugar de destaque…

 

DIÁCONO: Estamos aqui reunidos para celebrar a graça das Santas Missões Populares em nossa diocese, em comunhão com toda a Igreja do Brasil, buscando a renovação espiritual das nossas comunidades. Cada um, cada uma é chamado a renovar o Dom de Deus que traz dentro de si. Por isso voltemos nosso coração ao nosso Deus e celebremos com fé e humildade. Com as Santas Missões Populares a diocese dará um impulso todo especial na vida da Igreja. Será um trabalho cujo centro é a evangelização. Criar um espírito missionário nos cristãos dessa diocese é o que se espera.

LEITOR: Nós cristãos às vezes nos encontramos acomodados ou, até mesmo, caímos na rotina. Precisamos fazer com que a nossa fé cresça mais e mais, já é hora de acordar, que realmente as SMP tragam à nossa comunidade um novo ânimo, aumentem em nós nossa fé e vontade de trabalhar em prol da Igreja. Que as ovelhas perdidas possam ser encontradas. Reunimo-nos porque acreditamos em Cristo que cura as nossas feridas e temos esperança numa vida nova, porque acreditamos no amor entre as pessoas, na igualdade de todos os homens, na possibilidade de vivermos como irmãos e de construirmos um mundo melhor.

CANTO: Noites traiçoeiras (27)

PALAVRA DE DEUS

LEITOR: Não devemos anunciar as nossas verdades, mas o Cristo que é a verdade. Ele é a Palavra, o Verbo Encarnado. Por isso o manual do missionário é a Palavra de Deus. Anunciar sem a Palavra seria como semear sem a semente, regar a planta sem a água e gritar sem ouvir o eco. Nossa missão é anunciar esta Palavra, levá-la em todas as comunidades e casas. Cristo a Palavra do Pai trouxe esperança e certeza para toda a humanidade. Com ela levemos esperança de um mundo melhor onde passarmos e certeza de que com a fé e participação na vida de comunidade nossas cruzes se transformam em vitórias, mesmo diante dos desafios do mundo de hoje.

CANTO DE ACOLHIDA DA PALAVRA: É como a chuva que lava (25)

LEITURA DA SAGRADA ESCRITURA: João 3, 1-5. 16-21 (somente proclamação do texto – sem homilia)

CANTO: Renova-me (28)

RECORDAÇÃO DA VIDA

 

DIANTE DE DEUS

DIÁCONO: Tenho consciência da grandeza de Deus em nossa história? Que Ele é o Absoluto? Tenho cultivado, através da oração pessoal a intimidade com Aquele que me deu a vida e me ama como Abba-Pai – amoroso e misericordioso? Tenho assumido e vivido os valores evangélicos ensinados e praticados por Jesus, especialmente o amor e o perdão?Amo o Senhor Deus de todo o meu coração?

TODOS: Senhor,/ nós te agradecemos por tua presença constante em nossas vidas./ Agradecemos por participar do teu povo,/ por sermos educados pelo Espírito/ e estarmos no caminho/ trilhado por tantos seguidores e seguidoras do teu projeto de amor./ Em tuas mãos amorosas/ colocamos a nossa missão de evangelizar/ e o nosso desejo de viver com autenticidade/ o Evangelho que anunciamos. Amém!

REFRÃO: Senhor, piedade… Senhor, piedade… Senhor, piedade…

RECORDAÇÃO DA VIDA DIANTE DO MUNDO

DIÁCONO: Diante do mundo globalizado com tantas informações, ninguém pode mais ficar inocente frente aos acontecimentos. Porém, muitas vezes, ficamos apáticos e anestesiados. Assistimos e até convivemos com esta realidade. Temos consciência, sabemos o que é ético, o que é o melhor para o bem da humanidade, mas nem sempre agimos coerentemente. Aliás, fazemos o contrário do que a nossa natureza pede, contrariando assim o ciclo da vida, a vontade de Deus que veio para que todos tenham vida. O que tenho feito com meus conhecimentos para o bem da humanidade? Que gestos concretos realizo em favor da paz? (pausa)

TODOS: Senhor,/ vivemos num mundo dilacerado por competições e divisões./ Queremos ser um sinal de que a paz é possível./ Dá-nos a graça de anunciar a paz,/ para sermos semente de reconciliação nas famílias,/ na comunidade e na sociedade./ Conduze-nos para a unidade e a paz,/ como sinal de um mundo novo, /regulado pela caridade mútua, /que cura feridas,/ dá e recebe perdão, /transforma competidores em irmãos./ Amém!

 

REFRÃO: Senhor, piedade… Senhor, piedade… Senhor, piedade…

 

RECORDAÇÃO DA VIDA DIANTE DO PRÓXIMO

DIÁCONO: Numa sociedade egoísta, individualista, consumista, machista, racista, preconceituosa… fica cada vez mais complicado o relacionamento humano. E Jesus vem nos propor o “amor ao próximo como a si mesmo”, inclusive amor ao inimigo (pausa). Tenho aceitado e respeitado a pessoa que é diferente de mim? Tenho vivido o mandamento do amor fraterno? No cotidiano familiar e de trabalho tenho cultivado atitudes de respeito, cooperação, apoio, ajuda e perdão? (pausa)

TODOS: Dá-nos, Senhor, / um coração inquieto e atento: / inquieto para não se acostumar com a rotina,/ para não se acomodar,/ atento para perceber/ as necessidades diferentes de cada pessoa/ com toda atenção que ela merece./ Nós te agradecemos por este mundo diferenciado,/ pelas pessoas que nunca são iguais./ Nós te pedimos a graça da palavra certa,/ acolhedora,/ consoladora,/ que cada pessoa espera de nós./ Livra-nos da prepotência que não deixa ouvir o outro./ Ajuda-nos a descobrir/ o que já construíste na vida de cada pessoa/ para juntos crescermos no louvor do teu amor sem fim/ e da tua imensa Sabedoria./ Amém!

REFRÃO: Senhor, piedade… Senhor, piedade… Senhor, piedade…

 

RECORDAÇÃO DA VIDA DIANTE DA NATUREZA

DIÁCONO: A natureza faz parte de nós e nós fazemos parte da natureza. Hoje, com o progresso, a civilização, a tecnologia, estamos nos distanciando deste dom naturalmente maravilhoso. Estamos matando a natureza e pagando caro o conforto conquistado pela modernidade. Algo precisa ser feito! Ainda há tempo. (pausa)

 

TODOS: Senhor,/ nós te reconhecemos nos mistérios da natureza/ e te agradecemos pelo mistério da nossa própria vida./ Tudo nos vem de ti;/ quando o mundo saiu de tuas mãos,/ contemplaste a obra…/ e “tudo era bom”./ Perdoa-nos pelas violências ao planeta,/ a grande casa que nos deste para cultivar e guardar./ Abre nosso coração/ para descobrir sempre a Tua sabedoria/ na irmã água,/ na mãe terra,/ nos seres vivos que nos cercam./ Com a natureza queremos te louvar,/ cuidando com responsabilidade do que foi criado com amor./ Amém.

REFRÃO: Senhor, piedade… Senhor, piedade… Senhor, piedade…

 

BÊNÇÃO DA ÁGUA

AGUA (jarra com água, asperge).

COM: Nas águas do batismo fomos todos vocacionados como missionários. Hoje somos enviados em missão, fruto do batismo. A água do batismo nos purifica nos transforma, mas também nos envia. Recordando nosso primeiro envio missionário, ao redor da pia batismal, busquemos a água que nos revigora e dá forças para caminhar.

BENÇÃO DA ÁGUA.

DIÁCONO: Deus eterno e todo poderoso, quisestes que pela água, fonte de vida e princípio de purificação, as nossas almas fossem purificadas e recebessem o premio da vida eterna. Abençoai esta água para que nos proteja neste dia que vos é consagrado, e renovai em nós a fonte viva de vossa graça, a fim de que nos livre de todos os males e possamos nos aproximar de vós com o coração puro e receber a vossa salvação. Por Cristo Senhor nosso. Amém.

 

RENOVAÇÃO DAS PROMESSAS DO BATISMO.

DIÁCONO: Vocês crêem em Deus Pai todo-poderoso, criador do céu e da terra?

R. Creio.

 

DIÁCONO:Vocês crêem em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor, que nasceu da Virgem Maria, padeceu e foi sepultado, ressuscitou dos mortos e subiu ao céu?

R. Creio.

DIÁCONO:Vocês crêem no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na Comunhão dos Santos, na remissão dos pecados, na ressurreição dos mortos e na vida eterna?

R. Creio.

DIÁCONO:Esta é a nossa fé que da Igreja recebemos e sinceramente professamos, razão da nossa alegria em Cristo Nosso Senhor (Amém)

 

(O diácono asperge os participantes enquanto o canto é entoado)

Canto: Com Zaqueu (26)

DIÁCONO: Hoje, como ontem, todo batizado está convocado a partir, a anunciar. O Concílio Vaticano II afirma: Não pode crescer nas comunidades a graça da renovação, se não dilatarem seus espaços de caridade até os confins da terra, cuidando igualmente dos de longe como dos próprios membros’’ (AG, 37). Só quando todos os cristãos assumirem suas responsabilidades missionárias em sua comunidade, nas regiões mais carentes de seu país e nos países ainda não evangelizados, só então teremos uma Igreja toda Missionária. Expressemos este nosso anseio renovando nosso compromisso missionário.

COMPROMISSO MISSIONÁRIO – Colocando a mão direita sobre a Bíblia.

Prometo ser missionário, anunciando a mensagem de Jesus Cristo, sendo fiel a minha Igreja, na unidade com todos os outros missionários e obedientes a proposta de nossa Igreja diocesana. Assim me ajudem Deus e estes Santos Evangelhos que toco com minhas mãos.

CANTO FINAL: Estou aqui (32)

Desenvolvido por Origy Networks – Criação de sites e propaganda