Cientistas reconstroem o rosto de São Nicolau

http://www.a12.com/noticias/detalhes/cientistas-reconstroem-o-rosto-de-sao-nicolau

Os cientistas de uma Universidade de Liverpool, na Inglaterra, revelaram o que asseguram ser o retrato mais realista de São Nicolau de Bari, o popular bispo do século IV conhecido por ser a inspiração da figura moderna de Papai Noel.

Os pesquisadores do Face Lab da Universidade John Moores de Liverpool utilizaram um sistema de reconstrução facial e tecnologia interativa 3D para criar o retrato, o qual foi divulgado em 6 de dezembro de 2014, na festa do santo.

A reconstrução do rosto foi baseada no material histórico disponível, segundo a professora universitária Caroline Wilkinson. “Esta é a aparência mais realista de São Nicolau, baseada em todo material esquelético e histórico. Para nós, é emocionante poder ver o rosto deste famoso bispo do século IV”, acrescentou.

A nova imagem utiliza os padrões anatômicos mais atualizados, os dados de profundidade de tecido e as técnicas de CGI (imagem gerada por computador).

Entre as características representadas na imagem do santo está um nariz quebrado, o qual, segundo Wilkinson, foi “reparada assimetricamente, dando um nariz característico e aspecto facial rugoso”.

São Nicolau viveu entre 270 e 343. Foi o bispo de Mira, no sul da Turquia. Em seus anos como bispo, foi preso durante a perseguição de Diocleciano e, mais tarde, libertado quando Constantino chegou ao poder. Era conhecido por sua firme defesa da fé, assim como por sua generosidade, muitas vezes anônima, para com os necessitados.

São abundantes as histórias em torno do santo. A tradição diz que Nicolau, costumava fazer doações anônimas em moedas de ouro, roupas e comida às viúvas e aos pobres, e que colocava os presentes das crianças em sacos e os jogava dentro das chaminés à noite, para serem encontrados por elas pela manhã. Dessa tradição que veio a sua fama de amigo das crianças.

Nenhum comentário ainda

Comentários desativados

Desenvolvido por Origy Networks – Criação de sites e propaganda