Admitir os pecados abre portas ao carinho de Jesus

Quinta-feira, 18 de setembro de 2014, Da Redação, com Rádio Vaticano

Santo Padre enfatizou necessidade do homem se reconhecer pecador, lembrando que o pecado é lugar privilegiado para encontrar Jesus.

A coragem de admitir os pecados abre as portas ao carinho de Jesus e ao Seu perdão. Essa foi a reflexão central do Papa Francisco na homilia da Santa Missa presidida por ele na manhã de quinta-feira, 18, na Casa Santa Marta.

A leitura do dia, extraída do Evangelho de Lucas, fala da pecadora que lava os pés de Jesus com suas lágrimas e os unge com perfume, enxugando-os com seus cabelos. Jesus havia sido convidado para ir à casa de um fariseu que queria conhecer Sua doutrina. O homem julgou dentro de si tanto a pecadora quanto Jesus, dizendo que se Jesus fosse um profeta saberia melhor que tipo de mulher estava tocando n’Ele. O fariseu não era mau, mas não entendia o gesto daquela mulher, explicou o Papa.

“Não conseguia entender os gestos elementares do povo. Talvez este homem tivesse esquecido como se acaricia uma criança, como se consola uma idosa. Em suas teorias, em sua vida de governante, não se lembrava dos primeiros gestos da vida, aqueles que nós todos, quando nascemos, recebemos de nossos pais”.

O Santo Padre destacou que Jesus repreendeu o fariseu com humildade e ternura. “A sua paciência, o seu amor e o desejo de salvar todos o levaram a lhe explicar o que fez a mulher e os gestos de cortesia que ele mesmo não fez. E em meio ao murmúrio de todos, disse à mulher: ‘Teus pecados estão perdoados! Tua fé te salvou; vai em paz!’”.

A mulher foi capaz de chorar por seus pecados e reconhecer-se pecadora, explicou o Papa Francisco. E Jesus disse que a salvação vem somente àquele que sabe abrir seu coração e se reconhecer pecador.

“O lugar privilegiado do encontro com Jesus Cristo são os seus pecados”. Isso pode parecer uma heresia, observou o Papa, mas também São Paulo dizia isso e se vangloriava de duas coisas apenas: dos seus pecados e de Cristo ressuscitado que o salvou.

“E por isso reconhecer os próprios pecados, reconhecer a nossa miséria, reconhecer o que somos e do que somos capazes de fazer ou ter feito é precisamente a porta que se abre à carícia de Jesus, ao perdão de Jesus, à Palavra de Jesus: ‘Vai em paz, a tua fé te salvou!’, porque você foi corajoso, você foi corajosa ao abrir o seu coração a quem é o único que pode salvar você”.

Jesus disse aos hipócritas: “as prostitutas e os cobradores de impostos irão preceder vocês no Reino dos Céus”. “E isso é forte!”, concluiu o Pontífice, incentivando aos que se sentem pecadores a abrirem o coração na confissão dos pecados, ao encontro com Jesus, que deu Seu Sangue por todos nós.

Nenhum comentário ainda

Comentários desativados

Desenvolvido por Origy Networks – Criação de sites e propaganda