Os riscos da idolatria e da hipocrisia

Missa na Casa Santa Marta, terça-feira, 15 de outubro  de 2013, Da Redação, com Rádio Vaticano  

Adorar Deus e amar ao próximo são os caminhos destacados pelo Papa para não cair no pecado da idolatria e da hipocrisia

Francisco destacou necessidade de amar a Deus sobre todas as coisas, livrando-se do pecado da idolatria / Foto: Arquivo/Rádio Vaticano

A idolatria e a hipocrisia não poupam nem a vida cristã. Na missa desta terça-feira, 15, Papa Francisco alertou para ambos os vícios durante sua homilia na Casa Santa Marta. E para não cair nestes pecados, ele disse ser necessário colocar em prática os Mandamentos do amor a Deus e ao próximo.

A Liturgia da Missa levou o Papa a uma reflexão sobre as armadilhas que se colocam à vida de fé. Das palavras de São Paulo, o Santo Padre falou do pecado da idolatria, aquele de pessoas que mesmo conhecendo Deus não O glorificaram nem O agradeceram como Deus, preferindo adorar criaturas no lugar do Criador. Essa é uma idolatria que chega a sufocar as verdades da fé, segundo disse o Papa.

“Mas todos nós temos necessidade de adorar – porque temos o selo de Deus dentro de nós – quando não adoramos Deus, adoramos as criaturas. E está é a passagem da fé à idolatria”.

O Papa explicou que as críticas de São Paulo eram dirigidas, há dois mil anos, aos idólatras que se prostravam diante de aves, répteis e quadrúpedes. Hoje, disse, a idolatria encontrou novas formas e modos, como o próprio “eu”, as próprias ideias e comodidades.

“Não é algo somente histórico – também hoje pelo caminho há ídolos, também um passo adiante… Todos nós temos dentro de nós algum ídolo escondido. Podemos perguntar diante de Deus: qual é o meu ídolo escondido? Aquele que ocupa o lugar do Senhor!”.

E se São Paulo define como tolos os idólatras, o Papa destacou que no Evangelho do dia Jesus faz o mesmo com os hipócritas, personificados pelo fariseu que se escandaliza porque o Mestre não tinha se lavado como de costume antes de se sentar à mesa. A eles, Jesus diz que lavam os copos e pratos, mas dentro estão cheios de avidez e maldade.

“Jesus aconselha: não olhar para as aparências, ir propriamente à verdade (…) mas se você é um vaidoso, um carreirista, um ambicioso, uma pessoa que sempre se orgulha de si mesmo ou gosta de se gabar porque se acha perfeito, dá um pouco de esmola e isto curará a tua hipocrisia. Eis o caminho do Senhor: é adorar Deus, amar Deus sobre todas as coisas e amar o próximo. É tão simples, mas tão difícil! Somente isto se pode fazer com a graça. Peçamos a graça”.

Nenhum comentário ainda

Comentários desativados

Desenvolvido por Origy Networks – Criação de sites e propaganda