A beleza e o valor do matrimônio

http://blog.cancaonova.com/redacao/a-beleza-e-o-valor-do-matrimonio/

Ao receber um convite de casamento, a grande curiosidade dos familiares e amigos é ver a noiva entrando na Igreja ao som de uma bela melodia. Os olhos estão todos voltados para ela, mas não podemos deixar de perceber a expectativa e a alegria na expressão do noivo, que aguarda ansioso no altar. Mas de nada vale uma belíssima cerimônia religiosa, ornamentada por uma sofisticada decoração com flores e arranjos, se o sentimento não for verdadeiro e os noivos não compreenderem a importância do sacramento do matrimônio.

Esta união, chamada matrimônio, precisa ser, primeiro de tudo, um território santo. Por isso, o casal precisa reservar um tempo dos preparativos para o casamento para refletir sobre a união que estão prestes a firmar diante de Deus, porque a aliança conjugal é um modo de santificar o amor humano entre o homem e a mulher.

Segundo o sacerdote da Comunidade Canção Nova padre Reinaldo Cazumbá, o  casamento está fundamentado no amor de Cristo pela Igreja. Assim como Deus ama Sua Igreja, o homem e a mulher são convidados a viver esta união fortificada nos ensinamentos que o Senhor nos deixou. Por isso, é preciso que os dois se preparem, ao longo do namoro, para viver esta nova experiência. Assim, a Igreja propõe que, antes de casar, seja realizado o cursinho de noivos, a fim de orientar os noivos nessa nova jornada de suas vidas.

“É tão importante a união do casal, que Deus a elevou à categoria de ‘sacramento’. Jesus falou: “O que Deus uniu o homem não separa”. A Igreja oferece aos noivos uma preparação, mas, infelizmente, por causa dessa correria do tempo, o cursinho de noivos acaba sendo em um único fim de semana. É pouco tempo, mas um momento básico para a compreensão do matrimônio. Esse cursinho vai falar sobre o significado do casamento, explicar por que se casar, falar sobre a realidade da Igreja e como ela vê esse sacramento”, explicou padre Reinaldo.

Para o casal da cidade de Aparecida (SP), Marcele Marques e Elton Pacheco (ambos 26 anos), que namoraram cinco anos e são noivos há dois anos e três meses, esse tempo foi necessário para preparar e estruturar a vida a dois, a fim de que, juntos, tomassem esta decisão tão importante: casarem-se. Para padre Reinaldo é importante ressaltar que este sacramento foi instituído por Deus para o homem e a mulher, ou seja, eles se unirão em uma só carne para juntos viverem uma nova vida.

“Nós conversamos bastante, sabemos que é uma decisão para vida toda e que não será um mar de rosas sempre; afinal, são duas pessoas diferentes unindo-se para construir uma nova família. É claro que podemos ter ideias diferentes, e isso aconteceu até mesmo durante o namoro, mas sempre conseguimos pensar juntos e tomarmos a melhor decisão para todos”, testemunhou Marcele.

Quando o casal expressa o desejo de se casar é necessário que eles tenham certeza que foram escolhidos por Deus para viverem essa vocação. Portanto, o namoro e o noivado são a oportunidade de o casal conhecer o outro e enxergá-lo como seu companheiro. Os documentos da Igreja podem auxiliar e contribuir com a formação espiritual e o crescimento do relacionamento do casal para, juntos, formarem uma nova família.

“O matrimônio e a família constituem um dos bens mais preciosos da humanidade. A Igreja quer fazer chegar a sua voz e oferecer a sua ajuda a quem, conhecendo já o valor do casamento e da família, procura vivê-lo fielmente; a quem, incerto e ansioso, anda à procura da verdade, e também àqueles que estão impedidos de viver livremente o próprio projeto familiar. Sustentando os primeiros, iluminando os segundos e ajudando os outros, a Igreja oferece o seu serviço a cada homem interessado nos caminhos do matrimônio e da família” – (Exortação Apóstolica Familiaris Consortio – João Paulo II)

Ao preparar a cerimônia religiosa, os noivos não podem esquecer  que a essência do casamento é a união que será conferida a Deus; portanto, é bonito acompanhar e ver toda a preparação dos noivos para que este dia seja muito especial.

Infografico – passo para casamento

Para a noiva, Marcele, casar-se na Igreja sempre foi um sonho. Quando marcou a data para a realização da cerimônia religiosa, tinha a certeza de qual igreja seria escolhida, pois como ela e seu noivo sempre foram envolvidos e engajados em pastorais religiosas, gostariam de se casar onde se conheceram.

“Escolhemos a igreja de Santo Antônio por vários motivos: começamos a namorar na festa de Santo Antônio, nossos pais se casaram nessa igreja e também é a comunidade da qual participamos desde crianças. Quanto aos preparativos do casamento, já estão em andamento desde o começo do ano. A maioria dos serviços como buffet e decoração já estão acertados, mas sempre aparece uma coisa diferente, uma novidade. Aí, a gente fica pensando se vai ou não incluir isso no casamento”, disse Marcele.

O casamento para as mulheres é um momento especial e esperado por muitas pessoas; portanto, toda a escolha gera dúvidas e, muitas vezes, é conversada e repensada pelo casal. Para o noivo as escolhas são mais simples e as preocupações são outras, como disse Elton: “O homem não tem muitos preparativos, mas eu acompanho com ela todos as grandes decisões, mas os detalhes eu deixo por conta dela”, contou.

“Acho que toda menina cresce pensando em como será seu casamento. É um momento quase mágico! Por isso surgem muitas dúvidas em relação ao vestido, à decoração, qual música é a mais bonita, que acessórios usar e todos os detalhes, que são muitos; afinal, é um momento único. Não é como uma festa de aniversário, que você pode inventar uma coisa diferente a cada ano. A gente só vai se casar uma vez na vida e quer que tudo seja perfeito e lindo. A única certeza que eu tenho é que eu quero me casar com o Elton”, disse Marcele.

O sacerdote aconselha aos noivos que os padrinhos e madrinhas desta união sejam pessoas próximas, que possam ajudá-los a se manterem juntos na fé cristã e a sempre reafirmarem o compromisso com o sacramento do matrimônio.

“Nós escolhemos familiares e amigos que sempre estiveram próximos a nós e acompanharam a nossa história, pessoas com quem podemos contar para conversar e nos aconselhar; afinal, padrinhos não são enfeites de altar, são pessoas nas quais confiamos e que estão dispostas a nos ajudar na vivência do matrimônio”, disse o casal de noivos.

Padre Reinaldo aconselha os jovens, que pretendem se casar, a procurarem um sacerdote ou um casal com mais tempo de casado para que, juntos, possam refletir sobre os desafios e a realidade do sacramento do matrimônio.

“É preciso ter este acompanhamento e este discernimento. Os namorados que querem chegar ao matrimônio precisam se deixar acompanhar por um casal maduro, pelo sacerdote e pelas pessoas que tenham condições de dar, realmente, o discernimento àquele casal. Será que você quer só casar? É só isso? É preciso conscientizar-se que você vai viver um sacramento. E para aqueles jovens que querem abraçar o casamento, precisam entender que este relacionamento vai implicar muitas situações como amor, filhos, relacionamento com Deus,  vida a dois… E tudo isso necessita ser compreendido antes da decisão de se casar”, alertou o sacerdote.

O segredo para um relacionamento duradouro é espelhar-se em um casal maduro e nos ensinamentos que os documentos da Igreja fornecem aos cristãos, pois, desta forma, poderão viver, verdadeiramente, a vocação do matrimônio.

Nenhum comentário ainda

Comentários desativados

Desenvolvido por Origy Networks – Criação de sites e propaganda