O olhar denuncia o que busca o coração

A nossa meditação da Palavra de Deus, neste mês, é do Evangelho de São Lucas 11, 33-36. É um texto bem curto, podemos fazer a leitura várias vezes e ir destacando o que mais nos chama a atenção. Que nossa leitura seja seguida de um bom momento de silêncio para ouvirmos o que Deus fala ao nosso coração! Experimente deixar que essa Palavra cresça dentro de você!

A lâmpada, que é colocada no alto, serve sempre para nos ajudar a enxergarmos melhor, e o texto bíblico afirma que “a lâmpada que ilumina o corpo é o olho”. O olho é o órgão da visão, que nos ajuda na orientação e contemplação do que está ao nosso redor. O nosso olhar é também, de uma forma muito imediata e superficial, uma primeira instância de avaliação.

Basta batermos os olhos em alguma situação ou em alguma pessoa que o nosso olhar já fornece algum tipo de impressão positiva ou negativa da realidade ou pessoa enxergada. É bem verdade que esse julgamento, pela aparência, é superficial e incompleto, e brecha para muitos juízos errados sobre pessoas e realidades.

A Palavra diz: “Se teu olho for límpido, ficarás todo cheio de luz; mas se teu olho for ruim, ficarás todo em trevas”, por isso precisamos “examinar” a forma como estamos olhando para a realidade e para as pessoas que nos cercam.

Se meus olhos só buscam defeitos e erros, será isso que sempre vou enxergar nas pessoas; porém, se meus olhos buscam o que é bom e correto, sempre conseguiremos enxergar, para além dos erros e defeitos, aquilo que, de melhor e bom, as pessoas e realidades têm a oferecer.

No convívio social e familiar, a forma como olhamos para os outros e para as realidades acaba por denunciar aquilo que busca o nosso coração. Quem vive enxergando os defeitos e os erros de todos deixa muito claro que é isso que busca no seu coração, parecendo que se alimenta da constante necessidade de ver as falhas dos outros. Gente assim vive envolta em trevas e leva essa escuridão por onde passa.

Por outro lado, existem também as pessoas que, motivadas por um coração que busca o bem e a verdade, conseguem ultrapassar aquilo que os olhos enxergam, por isso conseguem romper com o juízo imediato que a realidade lhes mostra e são capazes de ver a beleza e a verdade de cada pessoa e situação.

Quando os olhos de uma pessoa se viciaram em enxergar somente os erros, isso gera uma dificuldade de convivência com os outros muito grande. Gente pessimista, ranzinza e triste, que gera confusão por onde passa. A cura desse jeito de enxergar a vida e as pessoas é uma verdadeira libertação para ela e para quem convive com gente assim.

Somos convidados a examinar nossa forma de olhar o mundo e as pessoas, deixando que a Luz Verdadeira de Cristo entre por nossos olhos e ilumine todo o nosso ser.

Devemos ultrapassar a realidade imediata que captamos com nosso olhar e submeter tudo à Luz de Cristo. Onde demoramos com o nosso olhar sempre revela aquilo que buscamos para preencher o coração. Isso pode ajudar a mudar um pouco a forma como temos olhado para as pessoas e para a realidade onde estamos inseridos.

Padre Fabrício  
Membro da Comunidade Canção Nova

Nenhum comentário ainda

Comentários desativados

Desenvolvido por Origy Networks – Criação de sites e propaganda