28 de Maio – Domingo da Ascensão do Senhor – Ano A

Temos os blocos da Ação entre Amigos em benefício das vocações, para a manutenção dos nossos seminários e a formação dos nossos seminaristas, futuros padres. Adquira um número por apenas R$ 10,00 ou nos ajude a oferecer os blocos aos seus amigos e familiares.

A Cáritas continua a Campanha de doação de alimentos não perecíveis: arroz, feijão, macarrão, açúcar, bolacha, farinhas de trigo e milho, leite e azeite. Encaminhar as doações à Secretaria Paroquial durante o expediente, ou nas quartas-feiras à tarde, diretamente com as voluntárias.

NA CAPELA BEATA REGINA DA VILA NOVA
-A campanha de pisos para o Presbitério e o chão da Capela continua. Se alguém quiser pegar a folha das contribuições em quadrinhos, na saída, com os membros do Conselho econômico.
-A Professora Aline Nervo convida para o Grupo da Melhor Idade (homens e mulheres), para alongamentos, ginásticas, danças e brincadeiras. Aulas todas as segundas e quartas-feiras, das 8h às 9h aqui na Capela. É só vir…
-ter, Grupo de Oração do Terço Mariano, às 20h

NA CAPELA NOSSA SENHORA DE LOURDES DO BAIRRO JARDIM MAUÁ
-A Professora Aline Nervo convida para o Grupo da Melhor Idade (homens e mulheres), para alongamentos, ginásticas, danças e brincadeiras. Aulas todas as segundas e quartas-feiras, das 9h30min às 10h30min aqui na Capela… é só vir…
-ter, Grupo de Oração do Terço Mariano, às 19h30min

COMUNICADO URGENTE
Sr(a). Arrendatário(a) de túmulo(s) no Cemitério Católico. Solicitamos, COM URGÊNCIA, dirigir-se a Secretaria para:
1º – Atualização de Cadastro;
2º – Em caso de inadimplência do arrendatário (responsável), negociar seu débito.
E ATENÇÃO: As taxas de limpeza e manutenção de sepulturas pagas a terceiros não são taxas devidas a Comunidade a título de Dízimo ou taxa anual de Manutenção do Cemitério. Portanto, procure a Secretaria da Paróquia para regularizar o que lhe é devido se for o caso, e retirar o Regulamento Paroquial e Diocesano que define os direitos e obrigações dos arrendatários (responsável por) de túmulos.
Da Administração do Cemitério

– VALE LEMBRAR! Os filho(a)s maiores de 18 anos, a partir do momento que começam a trabalhar, já NÃO DEPENDEM mais dos pais. São convidados a ser dizimistas da sua comunidade. Não existe para estes cemitério, batizados, casamentos ainda ligados aos dízimos de seus pais… SÃO INDEPENDENTES!!!

– De acordo com as NORMAS DIOCESANAS e o Regulamento do nosso Cemitério Católico, as SEPULTURAS deverão ser feitas em CARNEIRAS, e não mais diretamente na terra, de acordo com o Conselho Nacional do Meio Ambiente. Não deixe para a hora do sepultamento de algum ente querido… providencie logo a reforma.
Todos os pagamentos e taxas de manutenção deverão ser feitos diretamente na Secretaria Paroquial. Cuidado com os ladrões e vivaldinos em nosso cemitério! Ninguém está autorizado a cobrar ou arrecadar nada no perímetro do campo santo.

– Para evitar a proliferação de mosquitos no cemitério, principalmente após tantos dias de chuva e altas temperaturas. Pedimos que todos verifiquem os vasos nos túmulos de seus entes falecidos. Lembramos que não são permitidos vasos com água. Dêem preferência as flores artificiais ou plantadas na terra: vasos preenchidos com terra ou pedrinhas até a extremidade, de modo a não deixar espaço para água parada. De preferência, com furos no fundo e sem pratinhos debaixo destes.

Vaticano recorda PROIBIÇÃO DE ESPALHAR CINZAS CREMADAS
Terça-feira, 25 de outubro de 2016, Agência Ecclesia
Nova instrução sobre sepultamento e cremação sublinha importância de manter restos mortais nos cemitérios ou locais sagrados
A Congregação para a Doutrina da Fé (Santa Sé) publicou na terça-feira, 25/10/2016, uma instrução sobre sepultamento, recordando a proibição de espalhar as cinzas da cremação e a necessidade de conservá-las nos cemitérios ou locais sagrados.
“Para evitar qualquer tipo de equívoco panteísta, naturalista ou niilista, não seja permitida a dispersão das cinzas no ar, na terra ou na água ou, ainda, em qualquer outro lugar”, refere a instrução ‘Ad resurgendum cum Christo’, assinada pelo cardeal Gerhard Müller, prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé.
A Igreja Católica deixa aos fiéis, desde 1963, a liberdade de escolher a cremação do seu próprio corpo, embora prefira “a antiga tradição cristã” do sepultamento.
“Mediante a sepultura dos corpos nos cemitérios, nas igrejas ou em lugares específicos para tal, a tradição cristã conservou a comunhão entre os vivos e os mortos e opõe-se à tendência a esconder ou privatizar o acontecimento da morte e o significado que ela tem para os cristãos”, explica a nota.
Cremação
Àqueles que tiverem optado pela cremação, concede-se a possibilidade de celebrarem as exéquias cristãs, evitando práticas como as de espalhar as cinzas ou conservá-las fora do cemitério ou de uma igreja.
O texto apresenta uma série de indicações sobre a conservação dos restos mortais, em caso de cremação, sublinhando que esta prática “não implica uma razão objetiva que negue a doutrina cristã sobre a imortalidade da alma e da ressurreição dos corpos”.
No documento sublinha-se que a Igreja Católica exclui ainda a conservação das cinzas cremadas “sob a forma de recordação comemorativa em peças de joalheria ou em outros objetos”.
“No caso de o defunto ter claramente manifestado o desejo da cremação e a dispersão das mesmas na natureza por razões contrárias à fé cristã, devem ser negadas as exéquias, segundo o direito”, acrescenta a nota.
Salvo em “circunstâncias gravosas e excepcionais”, também não é consentida a conservação das cinzas em casa; mesmo nos casos em que isso aconteça, refere-se que as mesmas não devem ser divididas “entre os vários núcleos familiares”.
“Quaisquer que sejam as motivações legítimas que levaram à escolha da cremação do cadáver, as cinzas do defunto devem ser conservadas, por norma, num lugar sagrado, isto é, no cemitério ou, se for o caso, numa igreja ou num lugar especialmente dedicado a esse fim determinado pela autoridade eclesiástica”, insiste a Santa Sé.
Concepções errôneas
A nova instrução sustenta que as orientações agora divulgadas pretendem evitar o “risco de afastar os defuntos da oração e da recordação dos parentes e da comunidade cristã”, ou “práticas inconvenientes ou supersticiosas”.
A Santa Sé rejeita que a cremação possa servir para promover nos católicos concepções “errôneas” sobre a morte, como a do “aniquilamento definitivo”, a “fusão com a Mãe natureza”, uma “etapa no processo da reencarnação” ou a “libertação definitiva da ‘prisão’ do corpo”.
“Enterrando os corpos dos fiéis defuntos, a Igreja confirma a fé na ressurreição da carne e deseja colocar em relevo a grande dignidade do corpo humano como parte integrante da pessoa da qual o corpo condivide a história”, pode ler-se.

– O CLJ convida todos os jovens da Paróquia, de 14 a 18 anos, para participar das suas reuniões, e o ONDA, todos os meninos e meninas de 10 a 13 anos. Sempre aos sábados, às 15h. Venha conosco ser apóstolo de jovens!

– Convidamos todos os meninos, jovens e homens de nossa Paróquia para o Terço dos Homens, sempre nas Quartas-feiras, às 20h, aqui na igreja Matriz.

– Colabore com as vocações e a formação dos futuros padres em nossos Seminários. A Paróquia da Piedade é convocada a colaborar anualmente com uma quantia em dinheiro. Neste ano de 2017 é de R$ 34.000,00, o que significa que todos os meses contribuímos com R$ 3.200,00. Como dizia São João Paulo II: “É de grande urgência que todos tenhamos a graça e o encargo de cuidar das vocações”.

– O Livro do Pe. Inácio Spohr, SJ, sobre a história da Paróquia da Piedade de Hamburgo Velho e da Paróquia São Luiz do Centro (da metade do século XIX até 1940 no século XX), está à disposição na Secretaria Paroquial pelo valor de R$ 25,00. Adquira já o seu. São poucos exemplares.

– Todos os sábados a Diocese tem um espaço na Rádio Aliança FM 106.3 das 11h30min às 12h. O programa VOZ DA DIOCESE DE NOVO HAMBURGO é apresentado por Dom Zeno,  com notícias pastorais, reflexão sobre a liturgia do final de semana e fatos marcantes de nossa diocese. É mais um  instrumento  de comunicação a serviço da  evangelização.

– A Secretaria Paroquial não atende as segundas pela manhã; somente as urgências de doentes ou falecidos.

– Os paroquianos que tiverem 2 sepulturas ou mais, em seu nome, em nosso cemitério católico, e são responsáveis pelas mesmas, façam a gentileza de encaminhar a devolução. Passem na secretaria e se informem a respeito… bem como atualizem seu cadastro, com as informações necessárias para contato (endereço, telefone, e-mail, responsáveis diretos..).

INTENÇÕES DE MISSA
São feitas somente na Secretaria Paroquial, e pessoalmente, durante a semana. Antes das Missas não teremos mais ninguém à disposição. Devido a alguns abusos, não são mais aceitas as intenções pedidas por telefone e inclusive por e-mail.

JANEIRO E FEVEREIRO 2018 – FÉRIAS DE VERÃO
Não haverá Santas Missas na igreja Matriz: nas terças, quartas e quintas-feiras às 19h, e nas sextas-feiras às 16h. Teremos a Missa da 1ª Sexta-feira do mês de Janeiro (05/1) e do mês de Fevereiro (02/2) às 16h.
Nos sábados e domingos o horário continua normal na igreja Matriz e Capelas.
Na Quarta-feira de Cinzas (14/2), Santa Missa às 20h, iniciando o Tempo Santo da Quaresma.
Na última semana de fevereiro (27/2) reiniciam as Missas de terça-feira (19h), quarta-feira (19h), quinta-feira (19h), sexta-feira (16h), com o piedoso exercício da Via-Sacra (15h).
Não haverá Santas Missas na Capela Beata Regina do Hospital Regina durante os meses de Janeiro e Fevereiro às segundas-feiras, às 18h. Aos domingos, às 10h30min, o horário continua normal.

Nenhum comentário ainda

Comentários desativados

Desenvolvido por Origy Networks – Criação de sites e propaganda